Para quem gosta de Relacionamentos

Relacionamentos

Tem alguns momentos da vida em que questionamos o quão ela pode ser injusta. Por exemplo, quando se é selecionado para uma vaga de trabalho. Ao chegar, descobrimos que é uma vaga temporária, sem qualquer expectativa de possível contratação. Querem apenas que você cubra férias de outro alguém. Passe um período pré-determinado e saia, sem…

Sabe o que é o pior? É que, por mais que eu tenha todos os motivos para isso, eu não consigo te odiar. Não consigo ver em você os ex que me foram abusivos, apesar de você também ter me machucado muito. Não consigo não contar as coisas boas que me acontecem. Não consigo te…

Quando já não cabe mais. Quando o espaço está apertado para o tamanho que a pessoa ocupa. Quando as lágrimas são mais constantes do que os sorrisos. Quando tudo começa a pesar. É aí que é preciso entender que não há mais nada a ser feito. Que as tentativas se esgotaram, afinal, é impossível continuar…

Você sempre me salvava. Em uma crise de enxaqueca, em um dia estressante ou naqueles dias terríveis de TPM. Eu recorria ao estoque de analgésico que você mantinha como reserva. E aí, não era só o efeito do remédio que me curava. Era também o seu carinho, a sua disposição, a sua atenção. Tem dias…

Já me apaixonei muitas e muitas vezes. Apaixonar-se, para mim, não é algo difícil. Muito menos fácil. É apenas possível. A cada relação, me abro para a possibilidade de me apaixonar. Coloco-me à disposição para que, caso a paixão aconteça, eu a acolha naturalmente. Nessas tantas vezes em que aconteceu, em boa parte delas, não…

Se tem alguém que tem péssimas experiências com amores passados, essa pessoa sou eu. Aliás, escrever sobre relacionamentos não implica, necessariamente, em sucesso com eles. Azar, escolhas erradas, impossibilidades, tudo acontece comigo. No entanto, apesar de tantas quedas, procuro não depositar frustrações passadas em amores futuros. Termino um relacionamento e encerro um ciclo. Começo outro…

Pois é, eu nunca ouvi um “eu te amo” da sua boca. E, mais importante do que isso, você nunca deixou explícito, nas suas atitudes, que, de fato, era amor. Você dizia que gostava, mas gostar, meu caro, a gente gosta de chocolate. E agora, vem você me dizer que era amor. Depois de tanto…