Para quem ama liberdade

liberdade

É preciso diferenciar bem: dificuldades no cotidiano são bem diferentes de um cotidiano de dificuldades. E isso serve para absolutamente tudo na vida: trabalho, relacionamento, lazer. Dificuldades são intrínsecas à vida e elas sempre estarão ali para deixar os seus dias um pouco mais nublados. No entanto, o problema se encontra quando, em meio ao…

Tenho aplicado a lei que rege os Alcoólicos Anônimos: “só por hoje”. Só por hoje eu não vou pensar em você. Só por hoje não vou mandar uma mensagem no WhatsApp, mesmo que o status online pareça me convidar. Só por hoje vou pensar no quanto eu chorei nos últimos meses. Só por hoje vou…

Sabe quando você está procurando algo que perdeu e não acha nem por um decreto? Você procura nos lugares possíveis, até mesmo nos impossíveis e nada de achar o que precisa. Aí, você desiste de procurar, compra de novo aquilo que perdeu e, de repente, dias depois, quando menos espera, a tal coisa aparece. Como…

Às vezes, amamos tanto que dá vontade de “guardar em um potinho”. De deixar lá, para admirar, proteger e livrar dos sofrimentos e ameaças do mundo lá fora. Mas aí, o pote, mesmo rodeado de muito amor e carinho, torna-se prisão. E é o que também acontece com os pássaros. Quando eles são poupados do…

E tá tudo bem. Não existe uma obrigação para isso. Muito menos regras ou manuais de como fazer dar certo. Às vezes, por mais que você esteja disposto, por mais que haja reciprocidade e sintonia, simplesmente não dá. Não era para ser, o destino não quis. Em alguns casos, não há culpados ou vítimas, o…

Há uma linha tênue entre o amor e a possessão. É realmente difícil amar e deixar livre. Amar e respeitar as diferenças. Amar e não participar de tudo na vida do outro. No entanto, dizem que o segredo para a felicidade de um relacionamento consiste exatamente nisso: deixar que o parceiro ou parceira viva sua…

Não ir ao rodízio de pizza na segunda-feira. Não usar a roupa nova para ir à faculdade. Não chorar de rir. Não curar o choro com um sorriso. Não dar bom dia no elevador. Não fazer vários nadas durante a semana. Não passear com seu cachorro. Não se afogar em um abraço. Não tomar banho…

Queria ser como aquelas pessoas que chegam e se despedem com uma facilidade invejável. Distribuem olá com alegria e aceitam o adeus com maestria. Que não se sentem nostálgicas em aeroportos e rodoviárias. Que chegam, aproveitam o momento e levam apenas boas lembranças. Não desejam ficar ou se sentem mal por partir, pelo contrário, nasceram…